Quem aí já teve seu couro cabeludo descamando?

Isso é mais comum do que imaginamos e pode ocorrer tanto por motivos naturais e genéticos, quanto por excesso na realização de processos químicos, principalmente os alisamentos. Para entender melhor sobre essa descamação, conhecida também como caspa, fizemos esse post para você.

A caspa ocorre pela descamação em excesso do couro cabeludo e um dos motivos é a oleosidade excessiva na região. Esse sebo que fica na raiz pode acontecer por causa de mudanças climáticas, alterações hormonais e até mesmo o uso de produtos inadequados nos fios. As caspas podem ser classificadas em dois tipos: seca e oleosa.

A caspa seca é aquela que se solta do couro cabeludo e que fica com vários pontos brancos, até mesmo, em cima da camisa ou blusa.

Já a oleosa fica grudada no couro cabeludo e dá a impressão de que o fio está sempre sujo. A escova progressiva e selagem capilar estão entre os tratamentos preferidos das mulheres quando o assunto é alisar as madeixas.

Mas, existe uma reclamação recorrente de descamação do couro cabeludo por parte de quem adota esses processos químicos.
Isso ocorre quando o agente usado nestes produtos é o formol, pois ele causa uma reação alérgica e provoca um aspecto indesejado aos fios.

Alguns cuidados diários são fundamentais para evitar a descamação do couro cabeludo.

O primeiro deles é contar com o uso de produtos específicos.

Outro cuidado fundamental é evitar passar o condicionador ou máscara na raiz. Normalmente, esses produtinhos contêm uma carga oleosa grande. Utilize somente no comprimento e pontas;

Evite ao máximo possível banhos quentes, pois a água quente, além de causar caspa, provoca frizz e ressecamento nos cabelos. Prefira água morna ou fria. Se nada disso resolver, o ideal é procurar um especialista no assunto para indicar o melhor tratamento. Conte conosco 💛

Deixe uma resposta